BRASILE | Coronavirus, l’ambasciata d’Italia e l’orchestra sinfonica di Brasilia unite in un gesto virtuale di solidarietà

La pandemia è una disgrazia che ha colpito in modo improvviso e spaventoso sia l’Italia sia il Brasile. Per rendere omaggio alle vittime del coronavirus, l’Ambasciata d’Italia a Brasilia e  l’Orchestra Sinfonica del Teatro Nazionale Claudio Santoro (OSTNCS) si sono unite in un gesto di solidarietà, un “simbolico volo” reso possibile dall’interpretazione virtuale del giovane tenore italiano Davide Carbone.

“Volare”, titolo popolare del classico italiano “Nel blu dipinto di blu” (1958) di Domenico Modugno e Franco Migliacci, è stata la canzone scelta dal solista italiano per questa occasione: “Volare è una delle canzoni italiane più conosciute al mondo. L’ho scelta perché è la storia di un sogno, e credo che è proprio quello di cui abbiamo bisogno in questo momento. Di confonderci con il colore del cielo, guardare negli occhi di chi amiamo e tornare a volare verso la libertà e l’infinito”, ha affermato Carbone.

Grande interprete della canzone popolare italiana, Davide Carbone è stato subito notato dal grande tenore italiano Andrea Bocelli, che lo ha invitato a seguirlo e a collaborare alle sue tournée come ospite speciale. È stato proprio durante le sue partecipazioni ai concerti brasiliani di Bocelli che Davide ha conosciuto e si è innamorato del Brasile, della sua gente, lingua, musica e cultura.

Accompagnato dai 75 musicisti della OSTNCS e diretto dal Maestro Cláudio Cohen, il giovane tenore ha deciso di contribuire a questo abbraccio solidale: “Mi sono visto cantare da solo, ma collegato all’orchestra. Ciò ha rafforzato ancora di più quel sentimento di infinito che le parole di Volare esprimono da oltre 60 anni”.

Volare, un classico della musica italiana che “anche se popolare, ha elementi che rendono possibile il dialogo con la musica classica, è un modo per dare sostegno ai nostri fratelli italiani, che hanno attraversato tutte queste difficoltà e che fortunatamente ora cominciano a riprendersi”, ha dichiarato il Maestro Cohen.

Per l’Ambasciatore d’Italia in Brasile, Francesco Azzarello, “La pandemia può solo servire ad unirci idealmente, e spero concretamente, ancor di più, facendoci riscoprire l’importanza di valori universali, quali la solidarietà, ma anche la felicità che una musica dolce può regalarci. Ringrazio vivamente il Maestro Cohen, il Tenore Carbone e l’Orchestra Sinfonica Nazionale di Brasilia, come pure la Segreteria di Cultura ed Economia creativa del Distretto Federale, per questo gesto ideale di amicizia speciale tra due popoli fratelli”.

In attesa che le circostanze rendano nuovamente possibile la realizzazione in presenza di iniziative culturali, che in passato hanno già visto Ambasciata e Orchestra Sinfonica di Brasilia lavorare assieme, “Volare” si propone come un abbraccio virtuale tra l’Italia e il Brasile, due Paesi uniti da legami di storica fratellanza, non solo nei momenti di gioia, ma anche e soprattutto in quelli di difficoltà.

 

 

A EMBAIXADA DA ITÁLIA E A ORQUESTRA SINFÔNICA DE BRASÍLIA UNIDAS

EM UM GESTO VIRTUAL DE SOLIDARIEDADE COM AS VÍTIMAS DO CORONAVÍRUS NO MÊS DA EUROPA

 A pandemia é uma infelicidade que atingiu tanto a Itália quanto o Brasil de uma forma repentina e assustadora. Para prestar homenagem às vítimas do coronavírus, a Embaixada da Itália em Brasília e a Orquestra Sinfônica do Teatro Nacional Claudio Santoro (OSTNCS), parte da Secretaria de Estado da Cultura e Economia Criativa do GDF, juntaram-se em um gesto de solidariedade, um “voo simbólico” que se tornou possível graças à interpretação virtual do jovem tenor italiano Davide Carbone.

 “Volare (Voar)”, título popular do clássico italiano “Nel blu dipinto di blu” (“No azul pintado de azul”, 1958) de Domenico Modugno e Franco Migliacci, foi a canção escolhida pelo solista italiano para esta ocasião: “Volare é uma das músicas italianas mais famosas do mundo. Eu a escolhi porque é a história de um sonho, e acho que realmente precisamos disso agora. Precisamos de nos confundir com a cor do céu, olhar nos olhos daqueles que amamos e voltar a voar em direção à liberdade e ao infinito”, afirmou Carbone.

 Grande intérprete da canção popular italiana, Davide Carbone desde o começo da sua carreira chamou a atenção do grande tenor italiano Andrea Bocelli, que o convidou para acompanhá-lo e colaborar em suas turnês como participação especial. Foi durante sua participação nos shows brasileiros de Bocelli que Davide conheceu e se apaixonou pelo Brasil, seu povo, sua língua, sua música e sua cultura.

 Acompanhado pelos 75 músicos da OSTNCS e dirigido pelo Maestro Cláudio Cohen, o jovem tenor decidiu contribuir para este abraço solidário: “Me vi cantando sozinho, mas conectado à orquestra. Isso reforçou ainda mais aquele sentimento de infinito que as palavras de Volare expressam há mais de 60 anos”.

Volare, um clássico da música italiana que “embora popular, tem elementos que possibilitam o diálogo com a música clássica, é uma forma de darmos apoio a nossos irmãos italianos, que passaram por toda essa dificuldade e que felizmente agora começam a se recuperar”, disse o Maestro Cohen.

 Para o Embaixador da Itália no Brasil, Francesco Azzarello, “A pandemia só pode servir para nos unir no plano das ideias, e espero que, ainda mais, no plano das ações, fazendo-nos redescobrir a importância de valores universais, como a solidariedade, mas também a felicidade que una musica dolce pode nos doar. Agradeço calorosamente ao Maestro Cohen, ao Tenor Carbone e à Orquestra Sinfônica Nacional de Brasília, assim como à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Distrito Federal, por este gesto ideal de amizade especial entre dois povos irmãos”.

 Enquanto aguardamos que as circunstâncias tornem novamente possível a realização de iniciativas culturais em forma presencial, que no passado já viram a Embaixada e a Orquestra Sinfônica de Brasília trabalhando juntas, “Volare” se propõe como um abraço virtual entre Itália e Brasil, dois países unidos por laços de fraternidade histórica, não só em momentos de alegria, mas também e especialmente em momentos de dificuldade.

 Assista ao vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=bgi-MOolrPE

(Visited 12 times, 1 visits today)